sexta-feira, 25 de abril de 2008

Classes Gramaticais

SUBSTANTIVO

De acordo com a gramática portuguesa, um substantivo é determinado pelo seu gênero, número e grau.
Para transformar uma palavra de outra classe gramatical em um substantivo, basta precedê-lo de um artigo. Exemplo: "O não é uma palavra dura". Artigos sempre precedem palavras substantivadas, mas substantivos (que são substantivos em sua essência) não precisam necessariamente ser precedidos por artigos.


ARTIGO

Artigo, uma matéria, um texto sobre algum assunto que em geral tem uma posição bem determinada;

* Artigo científico, a apresentação de um resultado de pesquisa;
* Artigo gramatical, categoria morfológica dos idiomas naturais.
* Artigo também pode ser a parte de uma lei.

ADJETIVO

Adjetivos são as palavras que caracterizam um substantivo atribuindo-lhe qualidade, estado ou modo de ser. Flexionam-se em gênero, número e grau.
Sua função gramatical pode ser comparada com a do advérbio em relação aos verbos, aos adjetivos e a outros advérbios.

Exemplos:
borboletas azuis;
céu cinza;
sandálias sujas.

Da mesma forma que os substantivos,os adjetivos contribuem para a organização do mundo em que vivemos.Assim,distinguimos uma fruta azeda de uma doce,por exemplo.Eles também estão ligados a nossa forma de ver o mundo:o que pode ser bom para uns pode ser mau para outros.

NUMERAL

Numeral é uma palavra (ou expressão) que exprime número, número de ordem, múltiplo ou fração, podendo ser classificado como cardinal, ordinal, multiplicativo ou fracionário.

Existem vários de numerais:
* Numerais Cardinais;
* Numerais Coletivos;
* Numerais Fracionários;
* Numerais Multiplicativos;
* Numerais Ordinais.

PRONOME

Pronome é a classe de palavras que substitui uma frase nominal. Inclui palavras como ela, eles e algo. Os pronomes são reconhecidos como uma parte do discurso distinta das demais desde épocas antigas. Essencialmente, um pronome é uma única palavra (ou raramente uma forma mais longa), com pouco ou nenhum sentido próprio, que funciona como um sintagma nominal completo.
O pronome é a palavra que acompanha ou substitui o substantivo, relacionando-o com uma das pessoas do discurso.
Quando um pronome substitui o substantivo ele é chamado de pronome substantivo.
Os pronomes classificam-se em vários tipos. Os pronomes pessoais apontam para algum participante da situação de fala: eu, você, nós, ela, eles. Os pronomes demonstrativos apontam no espaço ou no tempo, como este em "Este é um bom livro". Os pronomes interrogativos fazem perguntas, como quem em "Quem está aí?". Os pronomes indefinidos, como alguém ou alguma coisa, preenchem um espaço numa frase sem fornecer muito significado específico, como em "Você precisa de alguma coisa?". Os pronomes relativos introduzem orações relativas, como o que em "Os estudantes que tiraram a roupa durante a cerimônia de formatura estão encrencados". Finalmente, um pronome reflexivo como si mesmo e um pronome recíproco como um (a)o outro referem-se a outros sintagmas nominais presentes na sentença de maneiras específicas, como em "Ela amaldiçoou a si mesma" e "Eles estão elogiando muito um ao outro, ultimamente".
Como regra geral, um pronome não pode tomar um modificador, mas há umas poucas exceções: pobre de mim, coitado dele, alguém que entenda do assunto, alguma coisa interessante.

Há diversos tipos de pronomes:
* Pronomes Possessivos;
* Pronomes Indefinidos;
* Variáveis;
* Pronomes Definidos;
* Invariáveis;
* Pronomes Pessoais;
* Pronomes Reflexivos;
* Pronomes de Tratamento;
* Pronomes Demonstrativos.

VERBO

Verbo é o nome dado à classe gramatical que designa uma ocorrência ou situação. É uma das duas classes gramaticais nucleares do idioma, sendo a outra o substantivo. É o verbo que determina o tipo do predicado.
Os verbos admitem vários tipos de classificação, que englobam aspectos tanto semânticos quanto morfológicos. Podem ser divididos da seguinte forma:

Quanto à semântica:

* Verbos Transitivos;
* Verbos Intransitivos;
* Verbos de Ligação;
* Verbos Impessoais.

Quanto à conjugação

* Verbos da primeira conjugação;
* Verbos da segunda conjugação;
* Verbos da terceira conjugação.

Flexão:

* Número;
* Pessoa;
* Modo;
* Tempo.

ADVÉRBIO

Advérbio é a classe gramatical das palavras que modificam um verbo ou um adjetivo ou um outro advérbio. Raramente modificam um substantivo. É a palavra que indica as circunstâncias em que ocorre a ação verbal.
Não se flexionam em gênero mais sim em numero, mas podem sofrer flexão de grau.
Uma locução adverbial ocorre quando duas ou mais palavras exercem função de advérbio. Locuções adverbiais são conjuntos de palavras, geralmente introduzidas por uma preposição, que exercem a função de advérbio: às pressas, à toa, às cegas, às escuras, às vezes, de quando em quando, de vez em quando, à direita, à esquerda, em vão, frente a frente, de repente, de maneira alguma, etc.

A função do adverbio é:
* Morfologicamente: é invariável, ou seja, não apresenta flexão de gênero, numero modo, etc;
* Semanticamente: expressa uma circunstancia como: lugar, tempo, modo, dúvida, afirmação, negação e intensidade;
* Sintacticamente: modifica um verbo, um adjetivo, um outro advérbio ou toda uma afirmação expressa em uma frase.

A classificação dos advérbios é feita de acordo com a semântica. Podem ser distinguidas as seguintes categorias:
Advérbios Sentenciais
* Afirmação;
* Negação;
* Dúvida.

Advérbios Temporais
* Passado;
* Presente;
* Futuro;
* Período

Advérbios de Lugar;

Advérbios de Modo;

Advérbios de Intensidade.

Flexão do advérbio:

* Superlativo;
* Diminutivo.

PREPOSIÇÃO

Preposição é uma palavra invariável que liga dois elementos da oração, subordinando o segundo ao primeiro. Isso significa que a preposição é o termo que liga substantivo a substantivo, verbo a substantivo, substantivo a verbo, adjetivo a substantivo, advérbio a substantivo, etc. Só não pode ligar verbo a verbo: o termo que liga dois verbos (e suas orações) é a conjunção.

Exemplo: "Os alunos do colégio assistiram ao filme de Walter Salles comovidos", teremos como elementos da oração os alunos, o colégio, o verbo assistir, o filme, Walter Salles e a qualidade dos alunos comovidos. O restante é preposição. Observe: "do" liga "alunos" a "colégio", "ao" liga "assistiram" a "filme", "de" liga "filme" a "Walter Salles". Portanto são preposições. O termo que antecede a preposição é denominado regente e o termo que a sucede, regido. Portanto, em "Os alunos do colégio...", teremos: os alunos = elemento regente; o colégio = elemento regido.

Tipos de Preposição

* Essenciais;
* Acidentais;
* Locução Prepositiva;
* Contração;
* Combinação;
* Circunstâncias.

CONJUNÇÃO

Conjunção, na gramática, é uma classe de palavras invariáveis que serve para conectar orações, estabelecendo entre elas uma relação de dependência ou de simples coordenação.

Alguns exemplos de conjunções são: portanto, logo, pois, como, mas, e, embora, porque, entretanto, nem, quando, ora, que, porém, todavia, quer, contudo, seja, conforme etc.

Classificação das Conjunções

* Conjunção Subordinativa;
* Integrantes;
* Adverbiais;
* Conjunção Causal;
* Conjunção Comparativa;
* Conjunção Concessiva;
* Conjunção Condicional
* Conjunção Conformativa;
* Conjunção Consecutiva;
* Conjunção Explicativa;
* Conjunção Final;
* Conjunção Proporcional;
* Conjunção Temporal.

INTERJEIÇÃO

As interjeições são palavras invariáveis que exprimem estados emocionais, ou mais abragentemente: sensações e estados de espírito; ou mesmo, serve como auxiliador expressivo para o interlocutor, já que permite a ele a adoção de um comportamento que pode dispensar estruturas lingüísticas mais elaboradas.
As interjeições podem ser classificados de acordo com o sentimento que traduzem. Segue alguns exemplos para cada emoção:

Alegria: oba!, viva!, oh!, ah!, uhu!, eh!
Saudação: oi!, olá!, salve!, adeus!, viva!, alô!
Alívio: ufa!, uf!, arre!, ainda bem!, ah!
Animação, estímulo: coragem!, avante!, firme!, vamos!, eia!
Aprovação, aplauso: bravo!, bis!, viva!, muito bem!
Desejo: tomara!, oxalá!, queira deus!, oh!, pudera!
Dor: ai! ui!
Espanto, surpresa, admiração: ah!, chi!, ih!, oh!, uh!, ué!, puxa!, uau!, caramba!, putz!, gente!, céus!, uai!, nossa! (francês: oh lala)
Impaciência: hum!, hem!, raios!, diabo!, puxa!, pô!
Invocação, chamamento, apelo: alô!, olá!, psiu!, socorro!, ei!, eh!
Medo,terror: credo!, cruzes! uh!, ui!
Outros exemplos que não representam emoções:
Ordem: silêncio! alto! basta! chega! quietos!
Derivados do inglês: yes! ok!
Os principais tipos de interjeição são aqueles que exprimem:

a) afogentamento: arreda! - fora! - passa! - sai! - roda! - rua! -toca! - xô! - xô pra lá!
b) alegria ou admiração: oh!, ah!, olá!, olé!, eta!, eia!
c) advertência: alerta!, cuidado!, alto lá!, calma!, olha!, Fogo!
d) admiração: puxa!
e) alívio: ufa!, arre!, também!
f) animação: coragem!, eia!, avante!, upa!, vamos!
g) apelo: alô!, olá!, ó!
h) aplauso: bis!, bem!, bravo!, viva!, apoiado!, fiufiu!, hup!, hurra!, isso!, muito bem!, parabéns!
i) agradecimento: graças a Deus!, obrigado!, obrigada!, agradecido!
j) chamamento: Alô!, hei!, olá!, psiu!, pst!, socorro!
k) estímulo: ânimo!, adiante!, avante!, eia!, coragem!, firme!, força!, toca!, upa!, vamos!
l) desculpa: perdão!
m) desejo: oh!, oxalá!, tomara!, pudera!, queira Deus!, quem me dera!,
n) despedida: adeus!, até logo!, bai-bai!, tchau!
o) dor: ai!, ui!, ai de mim!
p) dúvida: hum! Hem!
q) cessação: basta!, para!
r) invocação: alô!, ô, olá!
s) espanto: uai!, hi!, ali!, ué!, ih!, oh!, poxa!, quê!, caramba!, nossa!, opa!, Virgem!, xi!, terremoto!, barrabás!, barbaridade!,
t) impaciência: arre!, hum!, puxa!, raios!
u) saudação: ave!, olá!, ora viva!, salve!, viva!, adeus!,
v) saudade: ah!, oh!
x) suspensão: alto!, alto lá!
z) interrogação: hei!…
w) silêncio: psiu!, silêncio!, caluda!, psiu! (bem demorado)
y) terror: credo!, cruzes!, Jesus!, que medo!, uh!, ui!, fogo!, barbaridade!

5 comentários:

Guilherme disse...

valeu pela sua postagem viu me ajudou muito ta tirei oito valendo dez ahh num foi tao bom mais pasei pelo menos falow que vc tire boas notas!!!

ckimang "guia de estudo" disse...

otimo..........

joycinhaa disse...

Vlwwwwww Tireiiiiii 10,0 Uia Amei Brigada Vio Bj's :*

Re disse...

No caso, peço que você confira sua definição de artigo, o qual, esta se referindo aos artigos de revista e jornais e não aos artigos que vem antes dos substantivos (aqueles que podem ser definidos ou indefinidos).
( OU ERA SOBRE ESTES QUE VOCÊ ESTAVA SE REFERINDO).
- obrigada

camila seixas disse...

nossa me ajudou muito tarefa de escola professora esigente obrigada mesmo